domingo, 25 de julho de 2010

CEL PM MÉDICO LEIDE MORAIS


LEIDE MORAIS, natural de Mossoró-RN, nascido a 15 de setembro de 1927, três meses da invasão do bando de Lampião em Mossoró. Filho do tenente PM Laurentino Ferreira de Morais, o qual, em 1927 exercia a função de delegado de Mossoró e de Beatriz Leite de Morais. Muito cedo se transferiu juntamente com seus pais para Natal, onde concluiu seus estudos secundários no Colégio Marista (26/12/1929). Em Recife-PE, começou a cursar a Faculdade de Medicina, até o terceiro ano, quando resolveu transferi-se para a Bahia, havendo concluído em 1952.
Retornando a Natal, passou a integrar a equipe médica do Hospital Miguel Couto (hoje HUOL) e da Maternidade Januário Cicco (12/10/1950), incorporando-se à Polícia Militar como médico, onde criou e instalou o Serviço de Saúde. Havendo construído os ambulatórios e iniciado a construção do Hospital Central da Polícia Militar (hoje Hospital Central Coronel Pedro Germano), situado na Avenida prudente de Morais, no bairro do Tirol, em Natal, inaugurado no dia 11 de agosto de 1963.
Em 1960, aos acadêmicos da Faculdade de Medicina de Natal (29/01/1955), estava se preparando para cursar a Clínica Obstétrica. Por convite do diretor, o ex-soldado PM e Dr. Onofre Lopes da Silva (13/07/1907 – 13/07/1997), o dr. Leide Morais aceitou a indicação para professor catedrático de Obstetrícia, acumulando com a direção da Maternidade Januário Cicco. Teve que fazer uma difícil opção, renunciando a chefia do Serviço Médico da Polícia Militar. Para assumir suas funções docentes fez pós-graduação na Espanha no serviço de professor Botella Llusiá, retornando a Natal em 1960, quando a Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN foi federalizada (18/12/1960). Para integrar sua equipe de professores, convidou os médicos Araken Irerê Pinto, Lavoisier Maia Sobrinho e William Pinheiro dos Santos que com ele organizaram o serviço médico da Maternidade Escola, inclusive prontuários, parra receberem a primeira turma de alunos de Medicina.
Por 28 anos, o professor Leide Morais dirigiu a Maternidade Escola Januário Cicco e chefiou o Departamento de Toco-Ginecologia. Foi vice-Reitor da UFRN, acumulando com a direção da Maternidade. Reformou o prédio, criou serviços, estimulou a capacitação dos docentes que passaram a integrar o quadro de professores do Departamento de Toco-Ginecologia.
Criou a primeira pós-graduação da UFRN, a Residência Médica em Toco-Ginecologia em 1968, já com mais de 400 especialistas formados. Criou um curso de formação de parteiras, de nível médio. Idealizou as Casas de Partos para Natal, que funcionaram em Lagoa Seca e Dix-sept Rosado. Foi pioneiro no planejamento familiar, instalando uma clínica na Maternidade Escola e participando ativamente dos movimentos para facilitar o acesso aos métodos do planejamento familiar à toda população. Publicou livros sobre Medicina Ética. Era membro da Academia Norte-rio-grandense de Medicina. Recebeu a medalha do mérito universitário no GRAU DE Grande Oficial, a medalha de Amigo da Marinha, o mérito Felipe Camarão da prefeitura de Natal e a medalha soldado Luis Gonzaga da gloriosa e amada Polícia Militar. A UFRN homenageou-o com o título de Professor Emérito em 1997.
Faleceu em Natal no dia 6 de fevereiro de 1998. É denominação do Centro de Saúde de Reprodutiva (Centro de Saúde do Alecrim), de biblioteca da Associação Médica do Rio Grande do Norte , do prédio anexo da Maternidade Escola onde funciona o Departamento de Toco-Ginecologia e Obstetrícia e de prêmios científicos das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia do Norte-Nordeste, e do Rio Grande do Norte.
O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, em reconhecimento aos seus revelantes serviços prestados à cidade do Natal, resolveu denominar de Professor Leide Morais, a Maternidade que o município está construindo na zona norte da Capital.
(Fonte, um artigo escrito pelo Dr. Kleber Morais, publicado no Jornal de Fato, editado em Mossoró

2 comentários:

  1. Dr. Leide Morais não atingiu o coronelato, passou para a reserva como tenente coronel.
    Possui dois filhos nos quadro de saúde da Pm-RN: Cap médico Kleber de Melo Morais, atual diretor da Januário Cicco (detém a patente de capitão da reserva não remunerada) e o major farmaceutico Wagner de Melo Morais, reformado por ter atingido a idade limite no posto.

    ResponderExcluir
  2. OBRIGADO PELA INFORMAÇÃO. MINHA FONTE FOI UMA REPORTAGEM DO DIÁRIO DE NATAL. O SENHOR, COM CERTEZA TEM MAIS CONDIÇÕES DE SABER MUITO MAIS SOBRE A NOOSA QUERIDA E AMADA PM, PRIMEIRAMENTE, POR SER CORONEL E SEGUNDO, POR REESIDIR EM NATAL,DAÍ, TEM O ARQUIVO DA PMRN EM SUAS MÃOS, ENQUANTO, APENAS UM GRADUADO, RESIDINDO A 500 QUILÔMETROS DE DISTÂNCIA DA CAPITAL. ME ACHO UM HERÓI EM SABER TANTO REFERENTE A GLORIOSA CORPORAL, CUJO CONHECIMENTO VEM CAUSANDOP MUITA INVEJA A MUITA GENTE. TUDO, O INVEJO JAMAIS COME O PÃO AMASSADO PELO DEMÔNIO, PORÉM, SE VER UM POBRE COMENDO, SENTE VONTADE DE COMER.

    ResponderExcluir

PORTAL TERRAS POTIGUARES E NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES E NEWS
A SUA ENCICLOPEDIA DIGITAL, COM 15 BLOGS E 1278 LINKS

Quem sou eu

Minha foto
ESTE É O 9º BLOG DO PORTAL OESTE NEWS, CRIADO PELO STPM DA RR PM JOTA MARIA, DA GLORIOSA E AMADA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

44 LINKS